TikTok atacado por hackers para mostrar as vulnerabilidade da rede social

TikTok atacado por hackers para mostrar as vulnerabilidade da rede social thumbnail
Atualmente o TikTok é um sucesso para quem está em casa confinado e quer demonstrar a sua criatividade ao mundo. De anónimos às mais populares vedetas, são muitos os que se divertem com esta rede social. No entanto, apesar da crescente popularidade do TikTok, a verdade é que muito se fala também dos problemas de…

Atualmente o TikTok é um sucesso para quem está em casa confinado e quer demonstrar a sua criatividade ao mundo. De anónimos às mais populares vedetas, são muitos os que se divertem com esta rede social. No entanto, apesar da crescente popularidade do TikTok, a verdade é que muito se fala também dos problemas de segurança. Os utilizadores poderão não estar assim tão protegidos!

Para provar isso mesmo, um grupo de hackers atacou a plataforma para expor as vulnerabilidades existentes na mesma.



Qualquer rede social ou plataforma digital pode ter algumas falhas na segurança, mas o TikTok tem sido recorrentemente alvo de algumas críticas neste aspeto.

Hackers atacam o TikTok e mostram vulnerabilidades

Tommy Musk e Talal Haj Bakry, especialistas em segurança, descobriram vulnerabilidades no TikTok que permitem que hackers partilhar vídeos através da conta de terceiros.

Musk e Bakry exemplificaram ao publicarem vários vídeos através de diversas contas populares na rede social, entre elas a conta oficial Organização Mundial e Saúde. O conteúdo partilhado incluía um vídeo falso acerca da COVID-19 e, só por este exemplo, podemos ver o quão insegura pode ser a plataforma.

O problema em questão é que o TikTok utiliza o protocolo HTTP não criptografado, em vez de um HTTPS mais seguro. Por esse motivo, e de acordo com os especialistas, os donos de redes Wi-Fi publicas e os fornecedores governamentais de Internet e serviços podem aceder ao histórico de navegação de qualquer um dos utilizadores da aplicação.

Em suma, o facto de utilizar o protocolo HTTP, coloca a rede social mais vulnerável aos ataques dos hackers.

Os especialistas em segurança conseguiram alterar conteúdos e substituir os vídeos publicados pelo utilizador original, por vídeos falsos, através de um ataque ao DNS da rede.

Os vídeos foram apenas substituídos na rede doméstica, não nos servidores do TikTok. Ou seja, apenas os utilizadores com acesso ao router terão acesso às alterações. De qualquer forma, Musk e Bakry acreditam que esta vulnerabilidade possa ser explorada numa maior escala, uma vez que os hackers poderão invadir os servidores DNS populares.

O TikTok tem aumentado a sua popularidade dia após dia, e recentemente festejou os mil milhões de downloads na PlayStore. Esta popularidade, obviamente que tem causado alguma preocupação ao Facebook.

Leia também:

Read More